Dúvidas Frequentes

Como funciona o Leilão?

O leilão pode ocorrer na modalidade presencial, on-line ou híbrida. Os bens a serem leiloados possuem uma numeração e passam a ser chamados de lotes, que podem ser compostos por vários bens ou por um único bem. Os lotes são oferecidos sequencialmente durante o leilão em 1ª e 2ª praça, com o valor de lance inicial estabelecido em edital e corrigido monetariamente pela Tabela Prática do Tribunal de Justiça São Paulo (a tabela, atualizada mensalmente, pode ser encontrada no link “Legislação” da página inicial do site eletrônico da Gaia Leilões). Os participantes habilitados poderão dar lances na sala de disputa até o valor que desejarem: o maior lance será o vencedor e arrematará o objeto do leilão, adquirindo-o.

O que são 1ª e 2ª praça?

São as datas designadas para a abertura e fechamento dos leilões, certo que, na 1ª praça, a abertura e fechamento ocorrem em 3 dias úteis consecutivos. Quando o bem não for arrematado em 1ª praça, logo ocorrerá a 2ª praça, que se estende por mais 20 dias, até a finalização do leilão.

Durante a 1ª praça, o bem será ofertado por 100% do valor de sua avaliação previsto em edital, corrigido mensalmente pela Tabela Prática do Tribunal de Justiça. Em 2ª praça, o valor do bem será alterado de acordo com o edital, podendo chegar até 50% do valor de avaliação original.

Como posso participar do Leilão?

Para participar dos leilões da Gaia Leilões é necessário se cadastrar no site eletrônico www.gaialeiloes.com.br. Após o cadastro, seja como pessoa física ou jurídica, os usuários devem se habilitar para participar dos leilões pelos quais se interessarem

Pagamento do Leilão

Arrematante é a denominação que se dá ao participante do leilão cujo lance foi vencedor da disputa pela aquisição do lote. O arrematante deverá depositar, em até 24 horas, o valor do seu lance vencedor, mediante uma guia de depósito em conta judicial que será fornecida pela equipe da Gaia Leilões, ou emitida diretamente pelo arrematante no site eletrônico do Banco do Brasil (www.bb.com.br).

Comissão do Leiloeiro

A comissão do Leiloeiro será, normalmente, o valor correspondente a 5% sobre o valor da arrematação, e deve ser paga pelo arrematante no prazo de 24 horas, contadas a partir do término do leilão. O pagamento do valor da comissão será feito por depósito ou transferência bancária para a conta bancária indicada pela Gaia Leilões.

O que ocorre após a arrematação?

Após o pagamento do bem arrematado e da comissão do leiloeiro, o arrematante deverá encaminhar à Gaia Leilões os respectivos comprovantes originais ou cópias autenticadas. Depois de verificada, pelo departamento jurídico da Gaia Leilões, a veracidade desses documentos, eles serão anexados aos autos do respectivo processo judicial.

Importante ressaltar, tratando-se de bens imóveis, que o arrematante deverá recolher o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), variando a base de cálculo deste tributo de acordo com o município onde o bem se localiza.

O que é lance condicional?

Se o lance mínimo não for atingido, eventualmente, de acordo com as condições específicas do edital da licitação, poderá ser aceito um "Lance Condicional" que será submetido à apreciação de quem autoriza o leilão, no caso de leilão extrajudicial, ou do juízo competente, no caso de leilão judicial.

Como funcionam os leilões extrajudiciais?

Os bens são leiloados com a autorização do proprietário ou de terceiros que o representem. Nessa modalidade, as instituições privadas – bancos, construtoras, cooperativas - fazem a venda em leilão, de forma particular, sem intervenção da justiça. Por exemplo, bens financiados com alienação fiduciária, inclusive imóveis, podem ser alienados nessa modalidade de leilão quando ocorre inadimplência contratual.

Como funcionam os leilões judiciais?

Nos leilões judiciais decorrentes de processos trabalhistas, execuções fiscais, cobrança de débitos condominiais ou massas falidas, os editais, em regra, estabelecem a modalidade de pagamento à vista e, por conta disso, normalmente despertam interesse de investidores que possuem dinheiro à disposição. Nessa modalidade de leilão, os imóveis podem ser vendidos por até 50% do valor de avaliação, inferior ao preço de mercado.

O que é venda direta?

Na venda direta, diferentemente dos leilões, não há disputas entre interessados. Em geral, é estabelecido um valor mínimo pelo alienante, e, caso haja interessado nessa proposta de venda divulgada em nossas mídias, o negócio entre as partes é formalizado com a devida assistência e assessoria.

Como funciona a alienação antecipada em processos judiciais?

A alienação antecipada poderá ser autorizada pelo juízo competente antes da realização do leilão. Nesse caso, o lance inicial corresponde ao valor da avaliação do bem, podendo ser aceita proposta inferior quando o valor for revisto por expressa determinação judicial.

Qual o procedimento para participar de uma venda direta ou alienação antecipada?

O interessado na compra do bem deverá se cadastrar em nossa plataforma, oportunidade em que poderá enviar a sua proposta, informando o valor ofertado e as condições de pagamento, que será apreciada pelo juízo competente.

Este website utiliza cookies de acordo com a política em vigor. Ao continuar a navegação, você aceitou a sua utilização.
Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de cookies.